Buscar
  • Marcos Avelino

Conheça os gastos pessoais invisíveis que podem estar comprometendo a liquidez da sua empresa


Alguma vez você ao avaliar os indicadores económicos e financeiros de sua empresa, percebeu um aumento considerável nos gastos, o que impactou de forma negativa o momento de honrar os compromissos no prazo estipulado? Se a resposta foi sim, existem inúmeras medidas que contribuem para melhorar a gestão financeira do seu negócio como, reduzir custos, demitir pessoas, evitar desperdícios, controlar as contas a receber bem como, negociar com fornecedores, todas essas opções poderão passar por sua cabeça no momento do desespero.

Em meio ao caos, observe outro ponto, para que toda e qualquer tomada de decisão seja assertiva. Você já estipulou um valor a título de salário para arcar com suas necessidades?

Como empresário, desempenha a função de administrador do empreendimento.

Já parou para pensar que seus gastos pessoais podem estar impactando diretamente a liquidez da sua empresa? Se ainda não estipulou um valor destinado ao salário, desde que caiba no caixa da empresa, é hora de começar, pois se não for você para exercer a administração, terá que pagar para outra pessoa, então nada mais justo do que ser recompensado por desempenhar sua função.

É muito comum, microempreendedores passarem por situações semelhantes, pois dificilmente tem a possibilidade de realizar a retirada do valor total do salário estipulado, sendo o dono da empresa, tenta ser flexível, e opta fazer retiradas fracionadas de valores durante o decorrer do mês, conforme o surgimento de necessidades pessoais.

Esse é o maior erro de muitos empreendedores. Misturar gastos pessoais com o caixa da empresa é devastador, além de contribuir fortemente para o descontrole financeiro, tanto na pessoa física quanto na jurídica.

Entendo que tanto o salário estipulado como as retiradas fracionadas saem do caixa, mas é extremamente importante estabelecer um valor fixo que poderá ser retirado, e respeitar o teto estabelecido.

Mesmo após definir o valor destinado à retirada e ter registrado toda movimentação financeira da empresa, as conta não fechar, avalie os gastos invisíveis, aqueles que não aparecem nos controles financeiros, e não são identificados com facilidade.

Continue a leitura e saiba alguns gastos invisíveis que afetam suas despesas pessoais, e que sabotam a liquidez do seu negócio como:


· Telefonia móvel;

· TV por assinatura;

· Cartão de crédito;

· Tarifas bancárias;

· Desperdícios;

· Juros e multas;

· Serviços, contratos e itens não utilizados;


Reconheceu algum desses gastos e os consideram difíceis de identificar, saiba que eles são sabotadores de suas finanças pessoais. Elimine os gastos invisíveis que são sabotadores da liquidez da sua empresa.

Em caso de dúvidas entre em contato em nossos canais de atendimento.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo