top of page
Buscar
  • Marcos Avelino

Gestão financeira: 4 fatores de desequilíbrio em um fluxo de caixa


Você sabe dizer como está a real saúde financeira de sua empresa?


Tem total conhecimento sobre o fluxo de caixa do seu negócio?


Saber responder a essas perguntas é crucial para um empreendedor de sucesso. Isso porque a má saúde financeira de um empreendimento está diretamente ligada ao mau controle do fluxo de caixa.

Mas, o que fazer para evitar o desequilíbrio do fluxo de caixa? E se os negócios andam mal, ainda há tempo de reverter? Não se preocupe: abaixo listamos algumas situações que você, empreendedor, deve evitar. Confira!


1 – Misturar contas pessoais com as da empresa.

Os sócios devem definir um valor mensal para retirar da empresa. E para saber quanto realmente precisam para manter seus padrões de vida, precisam ter suas próprias finanças sob controle.


2 - Gastos desnecessários.

No início do empreendimento, são listados todos os investimentos necessários para estabelecer a empresa e é estimado o tempo de retorno deste investimento. O ideal é que cada aquisição da empresa venha a diminuir as despesas ou aumentar as receitas; e o novo retorno do investimento deve ser calculado.


3 – Pouco controle do fluxo de caixa.

Todas as contas devem ser registradas em algum lugar, seja uma simples planilha eletrônica ou um software de gestão. Tanto as contas a pagar quanto as à receber. O mesmo vale para o patrimônio e os investimentos da empresa, quando existentes.


4 – Muito foco nas despesas.


Quando você foca seus esforços em reduzir as despesas, há um limite. Pode reduzi-las a zero (ou o mais próximo possível disso), já quando você foca seus esforços em aumentar suas receitas, você não tem limite algum.

2 visualizações0 comentário
bottom of page