Buscar
  • Kamyla Guasth

VOCÊ ESTÁ EM SEGURANÇA NAS DEPENDÊNCIAS DO SEU CONDOMÍNIO?


AQUI ESTÃO ALGUNS ERROS QUE COMPROMENTEM A SEGURANÇA DE TODOS OS CONDÔMINOS, E DICAS DE COMO EVITÁ-LO


A busca por moradia em condomínio, sempre teve destaque por oferecer características muito importantes no momento da tomada de decisão dos compradores bem como dos inquilinos, quando o assunto é segurança e privacidade, oferecendo-os através do investimento em tecnologia de segurança, porteiros, entre outros meios, de acordo com a localidade e necessidade, de cada um. Mas o ano de 2020 foi totalmente diferente dos demais, o que obrigou a população do mundo inteiro a adotar novas medidas e cuidados com intuito de evitar o aumento da contaminação do COVID-19, o que ocasionou mudanças significativas na vida de todos os moradores. Devido a essas mudanças, muitos condomínios foram se adequando, impondo medidas preventivas de segurança e higiene, afim de, se adequarem conforme as medidas adotadas pelo governo na situação atual. Com a necessidade do isolamento social, houve um aumento significativo com relação às entregas de delivery e encomendas realizadas pelos condôminos. Em conjunto veio o risco, causado por aqueles que se aproveitam da facilidade de acesso ás dependências do condomínio, para realizar furtos, entre outras condutas reprovadas pela sociedade. Tendo em vista à segurança de todos, é necessária a colaboração e consciência, bem como a mudança de hábitos dos moradores e profissionais em prol a segurança do condomínio, pois somente o uso de tecnologia, não é o bastante para garantir a segurança como era antes.

Devido ao aumento no fluxo de pessoas, realizando entregas, até mesmo visitas de familiares e amigos no condomínio, é totalmente inviável o reconhecimento de todas as pessoas que passam constantemente pela portaria, sendo necessário o aumento de atenção por parte porteiros. Em condomínios que não contam com serviço de portaria, se tornou ainda mais arriscado, e a falta de conhecimento dos possíveis erros à frente mencionados, merecem muito destaque o conhecimento de situações que coloquem risco a segurança de todos os moradores, e assim poder evita-los.

Você sabe, quais são as condutas, que afetam diretamente a segurança do condomínio? Confira agora, os erros mais comuns que podem colocar em risco a segurança do condomínio e saiba como evitá-los!


1. OS MORADORES DO SEU CONDOMÍNIO TEM ATENÇÃO COM OS PORTÕES E COM ENTREGADORES DE ENCOMENDAS?

Mesmo que existam normas condominiais, além de reuniões, e lembretes em quadro de avisos, cada condômino tem direitos proporcionais aos deveres e responsabilidade por zelar e seguir as orientações já estabelecidas. Ou seja, é dever de todos agir conforme as normas, para que o planos de segurança condominial funcione de forma eficiente, pois se tratar da segurança de um grupo de pessoas. Por falta de interesse ou até mesmo falta de atenção de alguns condôminos, descuidos acabam ocorrendo.

Em relação ao recebimento de visitas ou encomendas, devem estar atentos a todas regulamentações, sobre quais condutas tomar, pois quando você autoriza a entrada de entregador no condomínio, está expondo todos ao risco, e caso esse entregador esteja mal intencionado, o risco envolve todos os moradores. Diante dessa situação, o ideal é o recebimento de encomendas fora das dependências do condomínio, em que o único responsável, é quem realizou o pedido. Existem outras situações que colocam todos os moradores em perigo, como o hábito de sair ou entrar no condomínio, sem conferir se os portões realmente estão trancados. Esse é um hábito de extrema importância, e sua falta, é uma ótima oportunidade para surpresas inesperadas, como é o caso da presença de estranhos e mal intencionados nas dependências do condomínio, pois ao se depararem com portões abertos, aproveitam dessa oportunidade. Essas são condutas que ao serem evitadas, contribuem para segurança de todos os condôminos.


2. MUITA ATENÇÃO COM A PORTARIA

Quando menciono dicas e erros sobre segurança, a portaria merece destaque dentro do condomínio, pois tanto os moradores, visitantes, funcionários passam por ela. Como há um grande fluxo de pessoas diariamente, é necessário um cuidado redobrado neste local, principalmente pelo Sindico e condôminos. Em caso de condomínios, que possuem porteiros, vale ressaltar, as consequências pelo que o uso de eletrônicos, como celulares, e televisões, podem trazer, como distrações, que ocasionam boa oportunidade para a entrada de assaltantes de maneira despercebidas, nas dependências do condomínio. Além da necessidade de um responsável pela segurança na portaria, por ser o local em que ocorre o maior fluxo de pessoas, em caso de pausa para descanso, bem como ida ao banheiro, uma boa opção é o revezamento, afim de, evitar a falta de segurança em algum período de tempo.


3. DESCONHECIMENTO SOBRE O ENTORNO DO CONDOMÍNIO

Para que sejam estabelecidas condutas de segurança, e tornar o espaço fortemente seguro, é necessário o conhecimento do ambiente onde ele está localizado, assim será possível inserir medidas especiais, conforme as características do local e prever certas situações, podendo impedi-las com os meios adequados. Realizando um mapeamento do entorno do condomínio, torna possível identificar frequentadores da região, iluminação pública, lotes vagos, construções e assim criar um projeto de proteção adequado. Esse planejamento auxilia até mesmo na instalação de câmeras de segurança, alarmes, bem como, o conhecimento dos possíveis pontos de risco do condomínio que necessitam de maior cuidado e vigilância.

A segurança deve ser prioridade para os síndico e condôminos, evitando o cometimento de erros comuns, é possível contribuir e ajudar a prevenir riscos que comprometem a segurança e o bem estar de todos os moradores.


4.CONTROLE DE VISITANTES

É natural que as pessoas queiram se reunir com amigos e familiares, principalmente em datas comemorativas, ou para um simples bate papo. Existe parte dos condôminos, que entendem o isolamento social com mais rigor, e outros que sentem a necessidade de receber visitas constantemente. É importante lembrar de que mesmo com o isolamento social, todos os cidadãos continuam a ter sua liberdade de ir e vir, e não existe nenhuma ilegalidade em receber visitas de filhos, mães, amigos.

Entretanto, alguns vizinhos ultrapassam os limites da razoabilidade, e em alguns casos até mesmo o síndico em relação a sua competência, conforme o exposto no artigo 1.348 do Código civil, ao questionar o morador sobre o recebimento de seus familiares e amigos dentro do seu apartamento, mesmo que seja para um almoço ou jantar, isso não configura aglomeração.

Para evitar transtornos, o condômino ao receber visitas, teve ter ciência, que todas as normas já estabelecidas para os moradores, devem ser também respeitadas pelos que visitam o condomínio. Além do respeito pelo silêncio em horários de descanso dos demais moradores. Receber visitas não é o problema num todo, e sim o desrespeito, muitas vezes ao ultrapassar limites, e esquecer que no local existem outros condôminos que não tem nada haver com a comemoração.


Bom, agora que você passou ter conhecimento sobre alguns erros que contribuem para situações de risco, chegou a hora de colocar todas essas dicas em prática, pois a mudança de hábitos será muito importante, para obter a segurança do condomínio tornando-a efetiva e garantida a proteção de todos.

17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2017  Criado orgulhosamente pelo MBA                                                                                                                                                                                 CRC MG - 116326/O-8